Abacate para controlar colesterol

 

Você sabia que o abacate não é o grande vilão das dientas e pode ajudar no combate ao colesterol? Por muito tempo a fruta foi excluída das refeições por ser considerada muito calórica. 

Revista Viva Saúde

Texto: Janete Tir/ Foto: Shutterstock/ Adaptação: Letícia Maciel

A gordura encontrada na fruta é essencial ao bom funcionamento do organismo
Foto: Shutterstock

Calorias e gordura não faltam ao abacate. Dois motivos mais do que suficientes para taxá-lo erroneamente como vilão do emagrecimento e do controle de colesterol. Mas recentes pesquisas científicas são unânimes em afirmar que a gordura encontrada na fruta é monoinsaturada e essencial ao bom funcionamento do organismo. Estudos do Centro de Nutrição Humana da Califórnia (Ucla), nos EUA, comprovam que o consumo regular desse tipo de gordura é capaz de diminuir os níveis de LDL (mau colesterol) e aumentar os de HDL (o bom colesterol).

  

 

 

Segundo Durval Ribas Filho, nutrólogo e presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), “a presença da gordura monoinsaturada é sempre recomendada para qualquer dieta equilibrada, mas sempre levando em consideração o volume calórico total diário”. Isso porque em apenas 100 g da polpa de abacate há 167 calorias. Para poder aproveitar os benefícios da fruta, sem medo de o ponteiro da balança subir, o especialista recomenda o consumo de duas a três porções por semana, lembrando que cada porção equivale a 1 colher de sopa.

 

Bom para o fígado

Um outro ponto a favor do abacate foi marcado pela Universidade Shizuoka, no Japão. Depois de investigarem 22 frutas, os pesquisadores japoneses chegaram à conclusão de que o abacate é muito mais potente para proteger o corpo contra toxinas prejudiciais ao fígado. Estas toxinas, de acordo com o estudo, são semelhantes às encontradas nas hepatites virais.

Como conservar

abacate escurece com muita facilidade depois de cortado e, portanto, em contato com o ar. Então, siga estas dicas para aproveitar a fruta do começo ao fim.

  • Só corte o abacate no momento que for consumir.
  • Se usar somente a metade da fruta, guarde a outra parte na geladeira com o caroço. Também vale passar um pouco de limão na polpa.
  • Se sobrar creme de abacate já pronto, coloque na geladeira com o caroço no meio do prato.

Doce inofensivo

Todas as frutas são benéficas e podem ser consumidas por quem tem diabetes, “mas aquelas que possuem um índice glicêmico menor são as mais adequadas, como o abacate, o pêssego, a ameixa, omorango, a cereja, a amora”, afirma Durval Ribas Filho, da Abran.


Gerência de Benefícios ao Servidor

Gabinete de Gestão de Benefícios ao Servidor e Relações Sindicais


Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.