O servidor estadual pode ter acesso gratuito a insulina e outros medicamentos de alto custo

Você sabia que qualquer cidadão, inclusive o servidor estadual, independente do salário que recebe, pode ter acesso a insulina e outros medicamentos de alto custo, sem pagar nada? No caso de pacientes com diabetes pode ser fornecida, de graça, conforme recomendação médica, a insulina de efeito rápido, que tem valor bem elevado no mercado.

Entre os mais procurados estão medicamentos para hipertensão arterial, com valor acima de R$ 120,00 e leite especial. Há casos em que uma lata de leite custa mais de R$ 300,00.

O primeiro passo: Pedir ao médico um relatório sobre a necessidade do medicamento, juntamente com a receita médica.

O segundo passo: Dar entrada no pedido no protocolo da prefeitura do município onde mora. Em Goiânia, o interessado deve procurar o protocolo da Prefeitura, no Paço Municipal com o relatório médico, a receita medica, documentos pessoais e o comprovante de endereço. O comprovante de endereço é fundamental, pois não são aceitos pedidos de pacientes que moram em outros municípios.

Terceiro passo: Aguardar entre 30 e 40 dias

Quarto passo: Procurar novamente a prefeitura para verificar se o pedido foi liberado. Há informações de que o pedido costuma ser prontamente atendido.

Dicas e informações sobre trabalho desenvolvido pela

Central de Medicamentos de Alto Custo Juarez Barbosa

Outra opção para quem necessita de medicamentos de alto custo é a Central de Medicamentos de Alto Custo Juarez Barbosa (CMAC) que funciona na Rua 16 com a rua 12 nº 97, próximo à Praça Cívica, em Goiânia. A CMAC Juarez Barbosa é Unidade de Saúde administrada pela Secretaria da Saúde de Goiás, com recursos dos governos Federal e Estadual. Referência estadual na dispensação de medicamentos constantes no Componente Especializado da Assistência Farmacêutica, de uso ambulatorial, de acordo com a Portaria GM/MS nº 2.981 de 26 Novembro 2009 e suas atualizações. A dispensação no Estado de Goiás ocorre, em sua maioria, na cidade de Goiânia, mas já existem regionais nos interiores do Estado, que dispensam medicamentos, implantando assim o projeto de descentralização de dispensação dos mesmos.

Atualmente, se o paciente apresentar toda a documentação solicitada, conforme as instruções fornecidas pela Unidade (instruções estas exigidas pelo Ministério da Saúde, através dos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas para inclusão / monitorização de diagnóstico/patologia) o prazo para o processamento de toda a documentação e o recebimento do medicamento pelo paciente é de cinco dias úteis.

A solicitação de medicamentos corresponde ao pleito do paciente ou seu responsável na unidade designada pelo gestor estadual. Para a solicitação dos medicamentos, o paciente ou seu responsável deve cadastrar os seguintes documentos em estabelecimentos de saúde vinculados às unidades públicas designados pelos gestores estaduais.

1) Cópia do Cartão Nacional de Saúde (CNS); 2) Cópia de documento de identidade; 3) Laudo para Solicitação, Avaliação e Autorização de Medicamentos do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (LME), adequadamente preenchido; 4) Prescrição Médica devidamente preenchida; 5) Documentos exigidos nos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas publicados na versão final pelo Ministério da Saúde, conforme a doença e o medicamento solicitado e 6) Cópia do comprovante de residência. Esta solicitação deve ser tecnicamente avaliada por um profissional da área da saúde designado pelo gestor estadual e, quando adequada, o procedimento deve ser autorizado para posterior dispensação.

Informações importantes:

Para abrir processo na Cmac Juarez Barbosa, o usuário deve trazer, primeiramente, receita ou relatório do médico, contendo duas informações: princípio ativo do medicamento e patologia. Assim, ele receberá os formulários que deverão ser preenchidos pelo médico assistente;Ao abrir ou renovar o processo, caso ele seja deferido pelos avaliadores técnicos, o paciente já recebe um cartão com a data de pegar o medicamento;A Central de Medicamentos de Alto Custo (Cmac) entrega o medicamento, após abertura e aprovação do processo, com 05 (cinco) dias úteis;A cada (03) três meses, o paciente tem que ir ao médico para o preenchimento de outro LME, receita médica atualizada e, dependendo da patologia, exames para monitorização, para renovar seu processo (tirar uma cópia do LME, depois de preenchido);O paciente pode autorizar até 03 (três) pessoas para pegarem seu medicamento (temos formulário próprio);Parentes diretos (pai, mãe, esposo(a), filhos) podem retirar o medicamento para o paciente, bastando trazer 02 (duas) cópias da identidade. No caso de esposo(a), além das cópias da identidade, trazer também 02 (duas) cópías da certidão de casamento. Para ver a lista completa dos medicamentos clique aqui.


Gerência de Benefícios ao Servidor

Gabinete de Gestão de Benefícios ao Servidor e Relações Sindicais