Compras no cartão de crédito exigem planejamento

cartao-de-creditoNo cenário econômico atual a elevação da taxa básica de juros (Selic) pelo Banco Central no início do mês de dezembro/14 gerou aumento na taxa de juros em todas as modalidades de crédito, aumento da inflação e, principalmente, o baixo crescimento econômico do País. Com tudo isso, o risco do crescimento no número de consumidores inadimplentes também deve aumentar. Por isso, o Procon Goiás alerta o consumidor para que tenha muita atenção no trato com o dinheiro, pois uma contratação sem os devidos cuidados pode se agravar diante de um cenário econômico negativo em que estamos passando.

A taxa de juros média, cobrada dos usuários do cartão de crédito que deixam de quitar integralmente sua fatura, ou que não pagam na respectiva data do vencimento, o chamado juro do rotativo, está atualmente em 258,26% ao ano. É a maior taxa desde julho de 1999, quando era de 11,74% ao mês. O Procon explica também que o cartão de crédito é o principal vilão para levar o consumidor à situação de endividado, principalmente quando seu uso é feito sem nenhum tipo de planejamento, pois é uma modalidade de crédito fácil de utilizar.

Para ilustrar e alertar os consumidores que utilizam o cartão de crédito sem nenhum planejamento, o Procon fez uma pequena simulação:
Uma fatura no valor de R$ 500,00, mesmo que não tenha sido mais utilizado o cartão para nenhum gasto, o não pagamento integral em apenas três meses, pode fazer com que essa dívida chegue nesse curto espaço de tempo a R$ 745,06, uma elevação de 49,01%. Considerando essa simulação, percebe-se que a dívida pode dobrar em apenas seis meses.

Cartão não é apenas vilão, ressalta o órgão do consumidor, explicando que, se bem utilizado, pode ser um grande aliado, pois o consumidor pode centralizar os gastos durante o mês em uma só conta, facilitando o controle das finanças. Também pode facilitar a compra de um bem mais caro, com o parcelamento de forma controlada e após prévia análise de orçamento, de forma que o valor da fatura não comprometa o orçamento doméstico da família, com o pagamento integral e pontual.

Se o consumidor deseja negociar alguma dívida, pode procurar o Procon Goiás, situado na Rua 8, nº 242, Setor Central, ou em qualquer um dos postos de atendimento instalados nas agências Vapt Vupt, munido dos documentos que comprovem a dívida, documentos pessoais e comprovante de endereço. Outra opção é solicitar o cálculo no Procon Virtual disponível no sítio eletrônico:www.webprocon.com.br/goiás, anexando a documentação exigida.

Mais informações: (62) 3201-7100

Fonte: Goiás Agora

Gerência de Benefícios ao Servidor